Catálogos

O que não fazer ao vender de porta em porta

O que não fazer ao vender de porta em porta

Existe muito material e dicas sobre como ter sucesso no ramo das vendas diretas. E quando se inicia um negócio ou uma empreitada que pode melhorar sua vida é muito importante pesquisar e entender quais são os recursos disponíveis para começar e prosperar.

A venda direta pode ser o caminho para complementar o orçamento, atingir independência financeira e até mesmo iniciar o próprio negócio.

Porém, mesmo com todo o cuidado e atenção, existem alguns erros e problemas muito comuns que afetam diretamente a forma como o seu negócio vai evoluir ou continuar estagnado. Por isto, este artigo separou alguns dos erros mais comuns que as pessoas que começam no sequimento da venda direta para que seja possível identificar o problema, corrigi-lo e aproveitar ao máximo estas oportunidades.

Escolha as melhores marcas no ramo da venda direta

Escolha as melhores marcas no ramo da venda direta

Atualmente, o negócio de venda direta é um dos mais bem-sucedidos do país. O ramo movimenta bilhões de reais anualmente, além de envolver milhares de profissionais que trabalham de porta em porta, com a organização de vendas, treinamento de pessoal, recrutamento, publicidade e desenvolvimento.

Optar por iniciar um negócio na área de vendas diretas oferece uma série de vantagens que podem facilitar o seu dia a dia, incrementar o orçamento, ou, até mesmo ser sua principal fonte de renda. Esta é uma opção para quem tem filhos pequenos, um trabalho que toma muito tempo, mas que não garante todo o orçamento da casa, e mesmo para quem está buscando independência financeira.

O ramo da venda direta, também conhecida como venda de porta em porta, oferece diversas vantagens. Porém, como em qualquer negócio, é preciso planejamento, cuidado e atenção no momento de começar. É bastante importante lembrar que por mais facilidades que uma oportunidade ofereça, se não existir um cuidado com pesquisa, organização e trabalho, ela provavelmente falhará, se tornará fonte de dor de cabeça e prejuízo. Neste artigo vamos te ajudar a entender melhor as gigantes do ramo, como Avon e Natura, e entender como começar seu próprio negócio se associando a uma delas.

21 Maiores Empresas de Catalogos do Brasil

21 Maiores Empresas de Catalogos do Brasil

O negócio de revenda de catálogos possui diversas vantagens para o empreendedor que deseja começar um negócio próprio e deseja focar esforços em segurança e lucratividade. Porém, pode ser muito difícil decidir qual seria a melhor opção. Atualmente existem muitos catálogos e modelos de negócio para escolher o objetivo deste textoé apresentar alguns detalhes importantes a respeito de algumas das empresas disponíveis e ajudar o empreendedor iniciante a encontrar a melhor opção.

Dicas de como ser uma boa revendedora

Dicas de como ser uma boa revendedora

Dicas Catálogos

Atualmente, muitas mulheres estão buscando formas de ajudar no orçamento doméstico, conquistar independência financeira ou mesmo voltar ao mercado de trabalho. Para aquelas que nunca trabalharam formalmente, não possuem tempo para melhorar os detalhes no currículo, com cursos e faculdade, ou mesmo quem ainda tem muitas tarefas dentro de casa e não pode abrir mão de horários mais flexíveis a venda de produtos em catálogos pode ser uma opção válida.

Por que optar por catálogos?

Quais são as vantagens? Como a venda de produtos de catálogos pode ajudar a melhorar o orçamento familiar? Existem diversas formas de começar um negócio próprio dentro de casa. Do artesanato até a produção de doces, mas cada uma destas opções oferece alguns problemas, como necessidade de muito espaço para estocar material, problemas com produtos que estragam, e a grande quantidade de tempo que estes trabalhos manuais exigem. Por isto segue uma lista das vantagens de começar o próprio negócio através da venda de produtos de catálogos.

As vantagens de ser revendedora por catálogos

As vantagens de ser revendedora por catálogos

Forma antiga de ganhar dinheiro e complementar a renda, a revenda de produtos por catálogos pode ser um negócio lucrativo. As revendedoras são consideradas vendedoras autônomas e podem inclusive buscar auxílio do Sebrae, como microempreendedor individual.

O número de empresas de roupas, cosméticos, sapatos, perfumes e uma infinidade de outros setores, que utilizam esse método é cada vez maior. As revendedoras ganham em média 20% a 30% da comissão sobre os produtos vendidos. Essa quantia pode variar de acordo com os produtos ou sessão do catálogo.

Para os clientes, essa forma de negócio é excelente, afinal, você escolhe e recebe tudo em casa. Não raro, ainda ganha alguns dias de prazo para poder pagar. Por isso, revendedoras e clientes são, em geral, boas amigas. Principalmente, porque indicam novos clientes e dão suas opiniões sobre os produtos comprados. Assim, a revendedora pode melhorar seu método de vendas com os outros clientes.